Skip to content

O t t o

22/08/2013

Há um pouco mais de 3 semanas nossas vidas foram modificadas pela presença do novo membro da nossa família: O Otto.

Oi! Eu sou o Otto!

Já tinha muito tempo, coisa de anos, que queríamos muito um cachorro, mas não qualquer um, a gente queria mesmo era um Bull Terrier miniatura. Sempre tivemos muito carinho pela raça e começamos a pesquisar sobre, o que poderia até ter dado uma desanimada nos planos, mas foi completamente o oposto: Ficamos apaixonados!

Desde que nos mudamos para cá, tínhamos a idéia de ter um cão, mas ao mesmo tempo a gente queria aproveitar o novo país, as possibilidades de viagem… A gente não queria nada nos prendendo muito e ter um animal de estimação é sim uma responsabilidade. Foi uma decisão muito pensada e  pesquisada antes de ser tomada. Como foi dito no primeiro dia de Otto aqui em casa, “mudou a vida”.

Hora sagrada da soneca

Para quem tem interesse em ter um bicho de estimação, as possibilidades para achar o seu parceiro são criadores, abrigos para animais ou pet shops. No nosso caso, como se tratava de uma raça específica e difícil de ser achada, partimos para os criadores e demos muita sorte de achar um dos melhores da raça próximo a Tóquio. Nem vou entrar na conversa sobre os pet shops porque, por mais bonitinho que seja, ver filhote estressado, dormindo, comendo, defecando tudo ao mesmo tempo agora e em vitrine… Sei que é a opção que parece ser a mais fácil para a maioria das pessoas, mas não considero ser a melhor. Por fim, os abrigos fazem um trabalho muito feliz em resgatar e relocar animais que foram abandonados e aqui o abrigo que eu recomendaria para que você buscasse o seu bicho de estimação seria o ARK – Animal Refuge Kansai.

Preciso gastar energia, né?!

De uma forma generalizada, os japoneses gostam muito de cães – e gatos – mas confesso que ainda me assusto com o nível de humanização que testemunho por aqui. E olha, quando eu falo em humanização… Se você tem algum problema com gente que leva o cachorro em carrinho parecido com o de neném é melhor evitar a fadiga e nem vir para cá porque isso é o mínimo que você poderá ver. O Otto é já parceirinho e muito amado e cuidado, mas antes de tudo, até mesmo antes de ser um cachorro, ele é um animal.

Ninguém vai me achar aqui

Antes de você ficar super animado em ter um cão você deve primeiro verificar se onde você mora é permitido ter animais. Isso varia muito de lugar para lugar. No nosso prédio, por exemplo, animais grandes não são permitidos e já ouvi história de gente que precisou se mudar por causa disso. Se o nosso sonho fosse ter um labrador… Já era! Ou a gente teria que sair do apartamento onde moramos ou teríamos que optar por outro tipo de cão.

O hospital veterinário onde estamos levando o Otto chama-se Garden Animal Hospital, em Nakameguro, e foi uma super dica da Laura, nossa vizinha que também é brasileira. Nakameguro é relativamente perto e o custo dos serviços, até agora, foram bem justos. Gostamos bastante do atendimento, mas verdade seja dita: Sábado é o dia que todo mundo tira para levar o cachorro/gato ao veterinário e é mais de hora de espera, mas está tudo certo!

Outra coisa que pesquisamos antes foram os valores dos serviços de pet shop. Banho e tosa nunca foram grandes dilemas porque o Otto tem o pêlo curto e não demanda tantos cuidados assim. Nossa maior preocupação mesmo era o valor de hotel, necessário para quando a gente fosse viajar. Nesse quesito, não tem jeito: Sempre custa caro. Em vários lugares a gente achou o serviço de creche para cachorro, ou seja, cobrado por hora. Para passar a noite, se for por poucos dias, acredito não criar um buraco no orçamento de ninguém que se preparou para os gastos relacionados a criar um pet, mas se for necessário deixar o cachorro no hotel durante semanas… A coisa muda de figura! O que seria um grande problema para a gente foi resolvido graças ao dono do canil de onde o Otto veio que se disponibilizou a cuidar dele sempre que a gente precisasse viajar durante períodos mais longos.

Eu sou um charme, não sou?!

Bom, vou terminando por aqui porque assunto relacionado ao Otto não vai faltar! É muito amor por essa criaturinha!

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Célia permalink
    23/08/2013 7:03 pm

    Esse Otto é um figuraça! Fazendo pose para as fotos!

  2. 29/08/2013 7:32 pm

    Aaaaa! Coisa fofa! Ele é lindo DEMAIS! Adorei ler o post Alê! beijão!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: