Skip to content

Tarde em Shibuya

30/05/2010

Sério, minha gente… Quando o tal do sol resolve aparecer, o dia fica sim melhor!

Estamos aqui naquela transição entre estações: Alguns dias de chuva, outros secos – Porém, já mais quentes. Até quando chove a sensação que se tem é que a chuva é morna, mas isso não é nada! Agosto sim é o mês de passar mal de calor!

De qualquer maneira, ontem quinta-feira eu tinha combinado com uma colega minha do grupo de estudo de japonês de ir em Shibuya (com a condição que não estivesse chovendo, claro!). Dito e feito: O dia hoje sexta-feira foi ótimo… Pouco quente durante a tarde e até nublou, mas nada de chuva.

Precisava ir em Shibuya para levar uma calça na costureira. Sim! Se  viver aqui já parece uma gincana, ir à costureira é aquela prova final… Aquela que valem pontos em dobro, sabe?!

Como tudo, procurei antes na bendita internet e descobri o Big Mamma. Resolvi tentar a loja que fica no Shibuya 109, que resumindo bem resumido é um shopping – mas vamos lembrar que as coisas e os lugares aqui são diferentes, certo?!

Poxa, até tentei lembrar de algumas palavras importantes para explicar o que eu queria que fosse arrumado na calça, mas na hora, a tal da mímica e o dedo indicador foram determinantes! Chato porque é um fato: Ainda não consigo me comunicar apenas com palavras aqui, mas me senti bem, porque no fim das contas, consegui o que queria.

Depois do dever feito, a Doro-san (minha colega alemã do grupo de estudo) e eu fomos para um arcade! Sério, passar tempo jogando videogame – e todas as modalidades de jogos tipo DJ Hero, Guitar Hero, Dance Dance Revolution… – foi ótimo. Talvez melhor do que jogar seja ver japoneses jogando. Todos tão concentrados e tão bons… Todos nos níveis mais difíceis e a gente lá… Brincando!

Mas contar uma coisa: Não é lugar para criança não! Como tudo aqui, o arcade é composto por vários andares de um prédio e em cada um, um perfil de jogos e, obviamente, de jogadores. No andar onde ficamos mais tempo era até bem tranquilo… Ai, mas os outros andares…
Primeiro: Só tinha homem. Quando a gente entrava, ficava meio um climão estranho, aquela coisa “o que essas duas estão fazendo aqui?”, entendem? Todo mundo fumando… Aquele barulho de fliperama… Pessoal com jeitinho que passa HORAS lá… Diferente!

Segundo: Alguns dos andares só tinham caça-níqueis, então era aquele pessoal fumando muito, gastando bastante dinheiro e ganhando pouco. Não era um ambiente descontraído de jeito nenhum.

Como experiência, foi ótimo! No final das contas, nos divertimos muito e o andar onde ficamos mais tempo vale a pena: Tem gente jovem, grupinhos de amigos, risadas, diversão sem compromisso. Os outros andares eu dispenso daqui pra frente.

Só sei que agora, quero ir em todos os arcades que eu achar aqui! Até resolver qual é o melhor para levar as visitas!

xoxo

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: