Skip to content

Morar no Japão

15/04/2012

Desde que nos mudamos para o Japão e iniciamos o blog, várias pessoas entraram em contato tendo uma dúvida bem similar: Como é possível que alguém que não seja descendente ou cujo cônjuge não seja japonês ou descendente possa morar no Japão?

Sendo bem sincera, eu não entendo muito bem o porquê da dúvida. Vamos ilustrar uma situação: Todo mundo – ou quase todo mundo – assiste o Jornal Nacional, não é mesmo?! Vamos pensar então no correspondente da Globo aqui no Japão. Gente… Eu posso estar enganada, mas ele não me parece ser descendente de japoneses, não é mesmo?! Ele está aqui a trabalho, provavelmente por um tempo limitado, mas morando no Japão, oras. Então, quase que diariamente todo mundo tem um exemplo que aparece na tv e mesmo assim muita gente ainda fica espantada porque não somos descentes e moramos aqui… Entendem como isso não faz sentido?

Talvez porque o Japão seja muito distante, talvez porque a cultura seja tão diferente da nossa ou talvez porque quem mais migre para cá seja, de fato, descendente de japoneses, mas isso não quer dizer que seja uma regra. No tempo em que estamos aqui, conheci gente de todo lugar do mundo: México, Alemanha, Cazaquistão, Malásia, Rússia, Canadá, EUA, Rep. Dominicana, China, Coreia… A lista é longa, mas eu garanto que todas as pessoas que passaram agora pela minha cabeça não têm nenhuma relação de sangue ou de matrimônio com japoneses. Todos estiveram – ou estão – aqui por causa de trabalho ou estudo.
Quero deixar claro que eu não tenho nenhuma competência para afirmar que “para vir para o Japão – para morar – você precisa disso ou daquilo”. De jeito nenhum! O que eu quero é deixar claro que se você realmente deseja morar fora do Brasil, você precisa antes saber o que quer fazer da sua vida. Não dá para rodar o mundo – literalmente – para não saber como você irá se sustentar. Aliás, acho muito improvável até que o visto seja concedido numa situação assim, de incertezas, e também considero de uma extrema burrice quem pensa em arriscar um processo migratório de forma ilegal.  Se alguém ficou ofendido com esta minha opinião, sinto muito, mas eu acho muita burrice mesmo. Aprendi bem nova que se for para sair da minha casa ou é para um lugar mais confortável, aproveitando ao máximo, ou é para um lugar menos confortável e aí não é para reclamar… Sabe por que? Porque a gente sai de casa porque quer.

Aí tem gente que pergunta: “Mas como eu vou conseguir um emprego no Japão? Como faço para achar um curso? Preciso saber japonês?”
Vou ficar batendo na mesma tecla e dizer novamente que você tem que saber o que quer. Pensando nas pessoas que conhecemos aqui, tem todo tipo de situação: Engenheiros, designers, estudantes universitários, funcionários de empresas de importação/exportação, funcionários de bancos, de governos… Talvez ainda no Brasil você precise direcionar os seus interesses e ser empregado de uma empresa que tenha essa possibilidade de transferência, considero um facilitador.
Vamos voltar ao nosso exemplo do correspondente internacional: Ele é funcionário de uma empresa brasileira, que foi o que possibilitou a mudança dele para o Japão. Certamente é uma situação temporária e, posteriormente ele será transferido para alguma outra parte do planeta… Graças ao trabalho dele.

Uma amiga que está no Brasil comentou comigo sobre uns amigos dela que vieram para o Japão para trabalhar em fábrica, uma oportunidade de trabalho que eles buscaram em São Paulo. Eles ficaram cerca de um ano – não tenho agora muita certeza do tempo, nem da cidade específica onde moraram – mas não gostaram de ficar aqui no Japão. Mesmo que inicialmente o salário parecesse bom, aqui o custo de vida é alto e não dá para economizar muito. Além disso, existem outros parâmetros – distância, diferença cutural, etc… Claro que tudo depende de cada situação, né?!
Quando a gente pensa em morar no Japão, no início tudo é novidade, tudo é muito envolvido por uma grande empolgação, mas os momentos de tristeza e saudade acontecem. Alguns suportam mais, outros suportam menos.

Para quem pensa em estudar no Japão, o próprio governo japonês oferece bolsas de estudo para estrangeiros. A seleção pode ser disputada, mas é uma oportunidade incrível e lembro de já ter escutado alguém falar  que “esta bolsa de estudos é boa igual cafuné de mãe”. Tem gente que fala que sonha em morar fora do Brasil, no Japão ou em qualquer outro lugar, mas as pessoas não partem para a ação. Muitos não se informam direito e ficam sempre naquele estágio do sonho… Da vontade…

Com relação a ter ou não que saber japonês: Eu acho que se trata da melhor oportunidade, situação e local para se aprender um idioma tão específico, então… Por que não aprendê-lo?! Muita gente sobrevive falando inglês aqui, mas eu duvido que aproveitem todas as oportunidades com a intensidade que poderiam se soubessem um pouquinho de japonês. Às vezes é uma palavra, um detalhe, mas que faz uma diferença tão grande. Sempre me lembro da primeira vez que consegui entender sozinha um aviso sonoro dentro do trem: Fiquei tão contente, tão satisfeita comigo! Ontem conversando com uma amiga, ela contou que a irmã dela está vindo para cá – funcionária do Banco do Brasil – e no meio da conversa, ela fez o comentário “deve ser horrível parecer ser analfabeto”. Gente, não é “parecer ser”… É ser analfabeto! Claro que todo mundo se vira e “quem tem boca vai a Roma”, mas bom mesmo é poder ser gentil, educado, puxar uma conversa rápida sobre o tempo ou qualquer outro assunto cotidiano compreendendo tudo.
Meu japonês ainda é o básico do básico, mas graças a ele os meus dias aqui já são melhores. Todo dia eu aprendo uma palavra nova, todo dia eu me arrisco um pouco mais… Não entendi?! Paciência. Também não dá para ficar envergonhada pelo o que eu não sei.
Além disso, saber japonês muitas vezes pode não ser crucial para a questão do emprego, mas outra vezes pode ser determinante.

No fim das contas, a melhor dica que eu posso dar aqui é que se você tem interesse em morar no Japão, procure a Embaixada do Japão no Brasil para ter informações mais concretas. Em São Paulo a Fundação Japão e em Brasília a Escola Modelo de Língua Japonesa são entidades que também podem ajudar. O que eu posso afirmar aqui é que não existe a necessidade de ter uma ligação de sangue ou de casamento para que seja possível morar no Japão, mas é necessário ter um planejamento.

45 Comentários leave one →
  1. Carlos permalink
    03/05/2012 4:16 am

    Olá, Alexandra! Tudo bem?
    Adorei o texto (vc sempre escreve coisas interessantes)! Sou aquela pessoa que enviou email em janeiro, arquiteto, que pensa em estudar no Japão. Estou estudando, e farei a seleção deste ano para, quem sabe, estar em 2013 por aí (e faço questão de conhecê-los pessoalmente).

    Continue o bom trabalho!

    Abraço,
    Carlos

    • 20/05/2012 10:22 pm

      Oi Carlos!

      Que bom que você está estudando e seguindo seus planos. Vamos ficar aqui na torcida para que tudo dê certo.
      =)

      Aprender japonês é complicado, mas também é divertido, né?!
      Obrigada por sempre passar por aqui.

      Um abraço.

  2. Vinícius permalink
    11/05/2012 11:32 pm

    Olá… e sobre a Embaixada/Consulado do Brasil no Japão? Tem alguma informação a respeito?

    Sei que o Itamaraty/Rio Branco são responsáveis pelo quadro de carreira, diplomatas, embaixadores, oficiais de chancelaria e assistentes dos mesmos… mas em relação aos quadros auxiliares, como assistentes administrativos, por exemplo… você por acaso teria alguma informação?

    Independente da resposta, muito grato desde já.

    • 20/05/2012 10:33 pm

      Oi Vinícius, tudo bom?

      Então, sobre os funcionários do quadro da Embaixada/Consulado eu não tenho muita informação concreta para te passar. O melhor lugar para se informar seria, talvez, nos respectivos sites.

      Embaixada do Brasil em Tóquio
      http://www.brasemb.or.jp/portugues/index.html

      Consulado do Brasil em Tóquio
      http://www.consbrasil.org/

      Uma opinião BEM pessoal: Independente de como as seleções das contratações locais são feitas, provavelmente falar japonês seja uma necessidade.
      Pena não poder te ajudar melhor, mas tomara que nos sites você consiga achar alguma informação.

      Obrigada pela visita ao blog e pelo comentário.

  3. Akiemi permalink
    22/05/2012 6:27 am

    Olá, conhecendo o seu blog hoje, estou gostando muito.
    Eu conheci 1 casal muito bacana em Tókyo, uma verdadeira mistura, a mulher brasileira afro, e o esposo alemão. E ele conseguiu ficar 3 anos no Japão, morando de graça, no Hotel Prince Shinagawa, olha que oportunidade única! A mulher não sabia falar inglês, então ela fez um curso de japonês, o que ajudou bastante na hora de tomar um táxi, por exemplo. Mas, o esposo não gostava de trabalhar com seus colegas japoneses e nem se esforçou para aprender a língua japonesa. Ele só falava em inglês no trabalho.
    Mas, então, assim como trabalhei em fábricas com monte de brasileiros, muitos também não se esforçavam em aprender.
    A desculpa é sempre a mesma, de que vai ficar por pouco tempo mesmo, pra quê aprender japonês, no Brasil nem vou mais usar.
    Depender dos outros para traduzir tudo, é muito ruim, não se pode morar para sempre no Japão, sem aprender nada.

    Sayonará

    • 22/05/2012 5:47 pm

      Poxa, acho tão bobo isso: Não querer aprender algo porque acha que não vai precisar. Sério, isso não faz a menor lógica para mim.
      A gente nunca sabe o dia de amanhã, não é mesmo?!

      Obrigada pela visita. =)

  4. Mike permalink
    29/05/2012 10:27 am

    Vou começar a aprender inglês e japonês também, se bem que pelo menos o básico de inglês devo saber; para que quando consiga uma oportunidade esteja mais preparado.
    Acho que chegar em qualquer outro país sozinho deve ser mais difícil, se tiver algumas outras pessoas para te guiarem deve ser mais confortante talvez.

  5. Isabella permalink
    08/06/2012 1:07 am

    Vou fazer aulas de japonês e depois intercâmbio! Já sei algumas palavras e tal, vou realizar meu sonho!

  6. Giovanna permalink
    05/08/2012 12:25 pm

    Gostei muito de poder compreender pelo seu ponto de vista! Eu pretendo ir ao Japão em breve, e é muito bom ter mais informações a respeito. Muito obrigada, eu gostei bastante :)

  7. 31/08/2012 9:27 am

    Oi Alexandra,
    Muito bom seu texto, muito sóbrio, muito sensato e acho que explica a maior parte das dúvidas que as pessoas tem quando pensam em morar num país com uma cultura tão diferente.
    Eu moro em Israel e acabo ouvindo o mesmo tipo de pergunta que você.
    Gostei bastante, vou vir aqui mais vezes. :)
    beijo

  8. 31/08/2012 9:32 am

    Eu também tenho um blog sobre a vida aqui em Israel.

    Estou deixando num comentário separado porque muita gente não gosta ou não publica endereços de outros blogs, então se você conhecer o meu blog é:

    http://www.vivendoemisrael.blogspot.com/

  9. 03/09/2012 1:50 am

    Olá, Alexandra. Gostei muito do seu texto e me deixou muito empolgada saber que não é preciso ser casada com um japonês ou ter uma ligação de sangue. Porque eu sempre fui apaixonada pelo Japão e apesar de ainda ter só 15 anos já estou aprendendo japonês por conta própria e aprendendo sobre a cultura japonesa também, mas sempre tive uma insegurança muito grande, já que eu conheço muita gente que fala que pelo menos no começo é muito difícil viver lá. Muito obrigada por passar o link do site da Embaixada do Japão no Brasil. Você ganhou uma leitora n.n

    • 07/10/2012 1:29 pm

      Oi Carolina!

      Muito obrigada pela mensagem! Fico feliz por vc ter gostado!
      Você faz bem em estudar japonês agora, realmente facilia muito a vida e no começo é bem complicado sim.
      Hoje consigo ver melhor como o nosso primeiro ano aqui foi difícil, mesmo tendo toda uma estrutura para nos auxiliar. É bom viver no Japão, mas nem só de alegrias a vida é feita, não é mesmo?!
      Você é muito nova e pode planejar bem seus objetivos! =)

      • Gustavo Che Goku permalink
        08/10/2012 12:22 pm

        gostei muito do texto realmente agora tenho esperança para que no futuro consiga VIVER ai.Espero que um dia consiga morar ai apesar de ter 13 anos estou pronto pra enfrentar esses desafios e Até a vitória

  10. Kauê Augusto dos Santos permalink
    12/09/2012 12:51 am

    Adorei o texto de verdade, para mim é um grande sonho morar aí no Japão(apesar de ser totalmente brasileiro a cultura japonesa me cativa desde pequeno.
    Eu sou profissional de T.I.(programador) e estiou concluindo a graduação em Ciência da Computação. Estudo japonês a pouco tempo e estou a cada dia mais me apaixonando pela linguagem.
    Atualmente estou concentrando todos os meus esforços em me preparar para morar no Japão, mas existe um medo que ainda tenho, de chegar no Japão e não poder exercer a minha profissão.
    Eu gostaria de saber se vocês conheceram por aí algum profissional de T.I. legitimamente brasileiro ou se vocês acham que o cenário é de alguma forma favorável para um profissional do ramo visto que o Japão é o país da tecnologia.

    Obrigado, assim como a Carolina acima eu digo, você ganhou um leitor..

    • 07/10/2012 1:56 pm

      Oi Kauê!

      Poxa, não vou conseguir responder sua pergunta de um jeito que de fato te ajude. Conheci aqui um mexicano que trabalha na Google, mas ele é designer, e na aula de japonês conheci um chinês e um americano que trabalham na área de TI, mas não cheguei a fazer amizade com eles a ponto de saber detalhes sobre a vida/trabalho deles aqui. Sei que o americano passa vários meses aqui e vários meses nos EUA e fica nessa “ponte aérea” sem fim.
      Acho que o mercado é grande, mas para isso, você teria que manter contato com as empresas, diretamente… ACHO!
      De qualquer jeito, aacredito que para vir sem ser com o visto de turismo (que duro 90 dias), você já tem que ter um trabalho. Assim… Acho difícil conseguir o visto se vc não tiver já tudo definido antes de sair do Brasil. Existe uma burocracia, né?!

      Sobre você vir com a sua namorada… Olha, o estado civil é “solteiro” então tanto você como ela terão que passar pela burocracia toda separadamente. Não interessa se vcs namoram há uma década, entende? No nosso caso, viemos pq meu marido foi transferido pelo trabalho para cá, então a burocracia pela qual a gente passou, passamos como família.

      No fim das contas, a melhor coisa mesmo é procurar a Embaixada/Consulado do Japão no Brasil, expor a situação e descobrir quais são as opções reais que vcs podem ter.
      Mesmo sendo um sonho, a mudança é muito radical, tem seus pontos altos e baixos e tem que ser bem planejada.

      Obrigada novamente pela mensagem, viu?!

      • Kauê permalink
        06/03/2013 12:01 am

        Obrigado pela resposta, realmente me deu uma direção e já estou movendo esforços para alcançar o sonho e em breve quem sabe…
        Continue com os posts(claro, na medida do possível, tempo é escasso eu sei), são muito bons, sempre!

        Um abração

  11. Kauê Augusto dos Santos permalink
    12/09/2012 1:30 am

    Gostaria de aproveitar e perguntar:

    Pelo que li vocês são um casal de brasileiros que foram morar no japão, como foi antes da partida e depois que chegaram?

    Eu pretendo ir com a minha namorada que estuda ciências biomédicas em breve e queríamos ir juntos.

    Se puder deixar alguma dica eu fico grato.

    Obrigado

  12. Breno ogawa permalink
    07/10/2012 4:39 am

    Olá , eu sou de menor , e meu pai mora em fukui ken , e eu queria saber se tem emprego para minha idade , eu tenho 15 anos , e facil eu arrumar emprego na cidade de fukui ken?

    • Breno ogawa permalink
      07/10/2012 4:41 am

      meu pai é japones

    • 07/10/2012 1:25 pm

      Oi Breno, tudo bom?

      Olha, acho que vc tem é que pensar agora nos seus estudos, viu?!
      Infelizmente, não posso responder sua perguntar, porque até receber a sua mensagem, nunca tinha ouvido falar em Fukui Ken, desculpe-me.
      Outra coisa: Acho que você deve conversar com os seus pais sobre essa sua vontade.
      Por fim, você é muito novo. Acho mesmo que o importante agora é estudar e pensar com mais objetivos para o seu futuro.

      Obrigada por mandar sua msg!

      • Breno ogawa permalink
        08/10/2012 2:43 am

        e se eu for depois dos estudos ?
        será que eu consigo emprego facil?

      • 08/10/2012 10:35 pm

        Oi Breno…

        Como eu escrevi antes, não sei NADA sobre o lugar. Com certeza o seu pai pode te orientar melhor do que eu, até porque ele mora na região… E é o seu pai, né?! Desculpe por não poder te ajudar.

  13. Phillip Breuls permalink
    11/10/2012 4:47 am

    Qual a sua opinião sobre trabalhar em fabricas?

    • 11/10/2012 5:49 pm

      Não sei como funciona exatamente… Acredito que agora minha opinião seria superficial.
      Estou em contato com pessoas que já tiveram a experiência para escrever sobre o assunto. Acho mais válido.

  14. Fernanda carolina permalink
    18/10/2012 2:00 am

    Ola, eu tenho 1 dúvida a respeito sobre intercâmbios para o japão, eu sou de campo grande ms, e eu queria saber, como eu faço para encontrar aqui em campo grande, um intercâmbio q me leve para morar no japão e trabalhar? Eu pretendo em trabalhar como profissional stylist por lá, quais são as chances de se dar bem com essa profissão? Entre em contato comigo nesse email: ryuto-nasaki@live.jp e me ajude, estou desesperadaaaa .. Obg… Bjs!

  15. Victor permalink
    28/10/2012 7:37 am

    Opa, gostei muito do texto =) – Tem como perguntar pra sua amiga (funcionária do Banco do Brasil) como ela conseguiu transferência pro Japão?! Agradeço =D

  16. Guilherme Maia e Silva permalink
    08/11/2012 4:11 am

    Oi, eu estou me especializando na área de Mecatrônica ( Robótica ) , o meu sonho desde pequeno foi trabalhar em robótica e morar no japão, e eu acho que é claro que essas duas coisas tem muito haver. Vôce poderia me dizer se o mercado de robótica é tão magnífico como falam ai?

  17. 25/11/2012 2:34 am

    ola! Eu tenho muita vontade de morar ai no japão. desde de pequeno eu sempre gostei da cultura, língua e essas coisas. Eu sei falar muito bem ingles e estou aprendendo japones agora, pretendo me formar em engenharia, e gostaria de perguntar se pode ser muito dificil arranjar emprego nessa area?Obrigado… gostei muito do texto, ja sou um leitor.

  18. Wallace Rezende permalink
    03/12/2012 7:02 am

    Olá. Gostei muito da sua postagem. Tenho 16 anos. Desde uns 12 sonho em ir ao japão. Antes apenas para viajar e conhecer outro país de cultura tão exótica frente à nossa. Ja leio varias postagens de varios blogs de estrangeiros que moram no Japão. Bom, aqui no Brasil há uma cota por universidade para completar o curso em outro pais, infelizmente na cidade onde moro nao tem esse “plano” para o japão. Estou começando a aprender ingles. E pelas informaçoes dessa postagem, criei vontade de aprender japones, mesmo sendo complicado. Esclareceu minhas duvidas. Muito obrigado! Se puder entrar em contato. agradeceria muito. Meu e-mail é wallacerezende12@gmail.com

  19. 04/12/2012 2:07 pm

    ola estou de ferias em Tokio , estou adorando, e conhecer seu blog , me ajudou e muito ,, fico por aqui ate abril..2013, parabens !!

  20. Renato permalink
    26/12/2012 7:34 pm

    olá, tenho 16 anos e desde os meus 10 quero ir para o japão, mas sempre ouvi que tinha que existir algum parentesco com um japonês, obrigado por aumentar minhas esperanças em 100%, o curso de japonês já estou fazendo, o que falta agora é um planejamento mas não tenho idéia de como pensar nisso

    muito obrigado

  21. Camila permalink
    27/12/2012 9:37 am

    Sério que vc viu uma pessoa do Canadá? Não acredito!!! :o

    Ainda vou morar em Toronto <3

  22. Flávio Junior permalink
    08/01/2013 5:04 am

    Olá Tokyofeelings. Nossa, estou muito agradecido pela informação, meu sonho é morar no japão desde os doze anos, tenho me preparado o máximo possível, pesquisado sobre o idioma e a cultura pra não sofrer um choque cultural. Minha dúvida era que se para entrar no país teria que ter alguma descendência. Já entendi que não. Então gostaria de agradecer à você e ao seu blog, pois agora sou capaz de continuar adiante com meu sonho.
    Obrigado e parabéns. Já virei fã do blog.

  23. 13/01/2013 4:41 am

    Olá Alexandra, eu não sou Brasileiro, sou Português, penso que isso seja irrelevante porque o amor que sinto por esse pais, pelo Japão é demasiado grande para que a minha nacionalidade me inpesa de algo. Eu até posso ser esquisito, não tenho um único sonho, tenho vários, e um deles é precisamente sair de casa, ir numa aventura para o Japão, mas não quero levar amigos, família ou namorada, quero começar do zero no Japão, arranjar trabalho, arranjar casa e construir a minha família ai. Talvêz por ser novo ainda me assuste um pouco com o que digo, mas é verdade. Tenho 16 anos, eu sei que tenho muito o que aprender ainda, dentro de 3 anos conluo um curso de informática, porém o sertificado do curso apenas é válido na Europa, também vou tirar um curso de Japonês aqui em portugal e pretendo ir para o Japão com os meus 21 / 22 anos. Mas tenho medo, não sei como me vou aguentar ai, o meu curso não dá ai, em que vou trabalhar? Não sei, não sei mesmo, mas não quero cortar as asas a este sonho. Amo demais o Japão para desistir, amo a cultura, amo a maneira de pensar mais aprofundada deles, as suas regras bem rígidas, amo tanta coisa. O seu blog ajudou-me a manter este sonho, a não desistir. Obrigado.

  24. Gabriel permalink
    20/01/2013 6:19 pm

    Não sei se você ainda responde por aqui, mas gostaria de perguntar uma coisa.

    Como está o mercado de Engenharia para estrangeiros no Japão ? Atualmente estudo Nanoengenharia(Engenharia de Nanotecnologia) na Rússia e gostaria muito de poder trabalhar no Japão futuramente.

    • 11/02/2013 9:51 am

      Obrigada por mandar sua mensagem, mas infelizmente não tenho condições para responder a sua pergunta, por ser algo tão específico, de uma área sobre a qual eu não tenho nenhuma informação. Talvez seus colegas de curso/trabalho possam te orientar melhor.

  25. Fernanda permalink
    11/02/2013 7:37 am

    Ola, muito bom o texto :) estou procurando informaçoes de como morar no japao, tenho 15 anos e desejo muito conseguir morar e trabalhar ai no japao, meu sonho é ser desenhista de animes e/ou mangás, estou aprendendo japones pela net, nao é muito bom mas estou indo devagar e sou praticamente fluente em ingles. Outros textos que li sobre o Japo me assustaram um pouco mas esse me deu alguma esperança, sei que é dificil, cultura diferente e tal, mas nao me importo, corro atras do que quero e nao me importo com essas coisas. Espero que daqui ha uns anos quando acabar o ensino medio eu consiga realizar meu sonho que tinha desde pequena. Obrigada, muito bom o texto.

  26. 02/04/2013 11:09 pm

    Oi, Alexandra! Como vai?
    Eu estou encantada com o seu blog. Ele me deu mais motivação em chegar até meu sonho de morar no Japão. Faz tempo que trago essa vontade comigo, mas pareceu tão distante que só fui parar pra pensar direito, fazer pesquisas e entender um pouco mais agora. Ainda tenho um monte de duvidas sobre no que vou trabalhar lá, quais são os melhores empregos para depois comparar e já começar aprender aqui no Brasil mesmo. Sem falar que comecei a aprender japonês sozinha porque, né… Nunca vi curso mais caro.
    Fico feliz por saber ter mais gente aí levando uma boa vida sem precisar ser descendente, isso me preocupava por certa vez cair em um vlog no YouTube onde o garoto pareceu ter deixado claro isso ser extremamente necessário como se o povo japonês não fosse te aceitar muito bem no país – principalmente sendo brasileira.
    Gostaria de agradecer por passar essas informações tão legais e por me ajudar com seu blog.
    Beijos~

    • 03/04/2013 5:36 pm

      Oi Yasmin!

      Fiquei bem contente com a sua mensagem e é isso aí: Não basta ficar no sonho… Quando a gente quer alguma coisa de verdade, a gente tem que agir!
      Parabéns por ter a iniciativa de estudar japonês sozinha! Realmente não é fácil. Você está de parabéns!

      Olha, esse vídeo que você assistiu de alguma forma até pode estar certo, cada caso é um caso e por isso eu bato tanto na tecla “tem que procurar informação no lugar certo”.

      Não se preocupe tanto com qual é o melhor emprego aqui. Importante mesmo é você ser muito boa no que você faz e, sendo assim, você terá boas chances de emprego em qualquer lugar. Olha… Como eu escrevi, conheci aqui gente das mais variadas nacionalidades, que trabalham com coisas bem diversificadas, mas não se engane: Todos estão (ou estavam) aqui por um tempo determinado, com prazo para voltar para seus países de origem ou para mudar para outro país. Essa coisa de “quero morar para sempre no Japão” realmente deve ser bem mais fácil/possível para quem é descendente.

      E olha, já me falaram de lugares no Japão onde tem MUITO brasileiro, onde os japoneses realmente não gostam tanto… Então, mais uma vez, cada caso é um caso.

      Não venha para cá para fazer qualquer coisa, porque eu acho que não vale a pena. Venha para fazer algo que você seja boa, que seja importante… Como não somos descendentes, para a gente, isso faz a diferença!

      Olha, tem tanta bolsa de estudo que o governo japonês disponibiliza para estrangeiros… Tem tanta oportunidade bacana… Corre atrás que é possível sim!

      Obrigada pela sua mensagem, viu!

  27. wudson permalink
    03/04/2013 2:55 am

    Boa tarde tokyofeelings!Meu nome é Wudson tenho 15 anos queria fazer uma pergunta.

    tenho uma vontade de mora no Japã pois eu gosto muito da cultura, de vocês só queria saber como eu só dessedente de italiano queria saber se eu conseguiria morar no japão tenho parentes da minha mãe la mais infelizmente meu pai e italiano e minha mãe bem poco japonesa mais não levo nome japonês sera que consigo morar lá?

    AGUARDO RESPOSTAS.OBRIGADO.E parabéns esse site é muito bom…

  28. Anderson permalink
    21/04/2013 12:40 am

    Olá, gostaria de saber se conhece alguma professor de Inglês (ESL) que seja brasileiro? Tenho curso superior em Marketing, tenho inglês proficiente e estou atualmente fazendo curso CELTA, que é uma certificação internacional para ´Teaching ESL´.Teoricamente teria tudo para conseguir emprego como professor numa escolinha de inglês particular, pelo menos, se não fosse o fato de não ser ´ english native speaker´. Sei que não é impossível, mas você conhece alguma brasiieiro nessa situação que tenha conseguido alguma vaga?Grato

  29. Djulia Kathleen permalink
    17/06/2013 12:43 am

    Olá , adorei seu texto , tenho 14 anos e estou planejando fazer o segundo ano do ensino médio no Japão, sempre fui fascinada pela cultura e pelo idioma ,minha tia avó mora lá junto com meus primos de 2º Grau , contudo , nao possuo nome nem descendencia japonesa, será que consigo passar um tempo lá ? (para realizar esse sonho estou abrindo mão da minha formatura)

  30. Debora Natalia permalink
    02/07/2013 11:33 pm

    Oi Alexandra, li seu post e adorei. Meu marido recebeu uma proposta da empresa para trabalhar por 13 meses no Japão e estou, um pouco apreensiva com a ideia, não por mim, mas por minhas filhas, elas tem 6 e 3 anos. Gostaria de saber em relação a escola para brasileiros aí no Japão, pois, elas estão em período escolar e não queria colocá-las em uma escola japonesa: primeiro porque não vamos morar “para sempre” no país e, segundo, porque seria um choque cultural muito grande para elas.

    Aguardo respostas e obrigada pela atenção,
    Debora Natalia.

  31. Leandro carvalho permalink
    27/07/2013 11:08 am

    Poxa, ótima materia explicou super bem xd
    Sabe eu queria muito ser mangaka, e a profissão em si é do japão então nem tem como eu ser tranfirido, mas vou tentar falar com a embaixada para quando eu for de maior da um jeito de morar ai >< boa noite

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 46 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: